Para quando eu quiser escrever. Devaneios, verdades inventadas, escape... Qualquer faceta cabe aqui, inclusive a de ser mais um em busca de encontrar respostas para compreender a si mesmo.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Reclame


Quando você viajava
Saudades sua eu sentia
Pelos lugares que a gente ia, saía.

O inevitável sempre acontecia:
Música tocava, sua bebida eu bebia
Perfume igual ao seu, eu sentia
Até rir como você,
Acredita?
Alguém ria!

Mesmo de longe sua presença eu sentia...
Éramos doisemum.
Sonhos, desejos e acasos.
Sempre foi assim...

Mas agora, sem você comigo
(Sim, é definitivo!)
Nem mesmo distante, nem minha...
O que posso agora querer?

Esse reclame é apenas pra dizer
Que é quando volto pra casa
A hora que mais sinto falta de você.

Um comentário:

  1. lindo td q ocorre exatamente quando estamos longe d quem amamos...
    magnifico!

    ResponderExcluir